Pular para o conteúdo principal

O que é a sala de aula invertida?


Já imaginou se existisse uma aula em que os alunos já soubessem a matéria e pudessem compartilhar conhecimento com os colegas? Já pensou em como o processo de ensino e aprendizagem seria produtivo nessa turma? Pois bem, esse método existe e se chama sala de aula invertida ou flipped classroom, em inglês, amplamente utilizado na Escola Municipal Gregório Pinto de Almeida.
No modelo de sala de aula invertida, podem ser sinalizadas grandes mudanças em relação ao modelo tradicional. Como o próprio nome indica, existe uma inversão no processo de ensino e aprendizagem que instiga o aluno a buscar e demonstrar conhecimento, destituindo o professor de seu papel de detentor do conhecimento na medida em que o leva a uma condição mais complexa de mediador em sala de aula. O aluno, tradicionalmente acostumado a uma condição passiva, cujo papel era o de absorver as informações, ganha metas e responsabilidades no processo de construção de conhecimento.
Trata-se, portanto, de um modelo de ensino que coloca, de fato, o Aluno como protagonista, aproximando-o dos temas e conteúdo antes mesmo de a aula começar. Além disso os conteúdos são mais contextualizados com a realidade dos Alunos.
Como funciona essa forma de ensino e quais são as vantagens?
A sala de aula invertida demanda, para sua implementação, esforço maior do professor, tanto em apresentar a nova metodologia a alunos e pais quanto em preparar o material de estudo dos alunos.
No modelo Tradicional, a informação e a memorização constituíam o objetivo dos alunos, e o saber estava centrado na figura do professor (O mestre ). A sociedade, porém, exige indivíduos cada vez mais críticos, autônomos e capacitados emocionalmente para a resolução eficiente de problemas em suas mais diversas situações, pessoas que saibam refletir sobre os conhecimentos em vez de  apenas decorá-los.
Dessa forma, desenvolveu-se há quase 30 anos, na Universidade do Estado da Califórnia (Estados Unidos) uma nova maneira de ensinar, baseada não na repetição de informações, mas na atitude responsiva e reflexiva dos alunos.
Graças à era digital, com o auxílio de novas estratégias e tecnologias, o professor compartilha com os estudantes o conteúdo que foi previamente preparado e selecionado. Para isso, pode fazer uso de plataformas de aprendizagem virtual, blogs, redes sociais e recursos de nuvem: Facebook, Twitter, YouTube, SlideShare, entre outros.
Assim, os Alunos têm acesso ao conteúdo curricular básico das aulas e estuda antes de ir para a escola. Ele não apenas lê o material e assiste aos vídeos como também levanta dúvidas e elabora comentários. No período da aula, discute com colegas e professor os assuntos já vistos em casa.
Assim, em vez de tentar reter o conhecimento dos conteúdos na sala de aula e resolver exercícios em casa, o aluno tem acesso aos conteúdos em casa, via internet, e pode levar as dúvidas e resolver os exercícios na escola, contando com o auxílio e a intermediação do professor. Daí vem a ideia de inversão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atenção Alunos do Grepial : Aulas Virtuais

Bem-vindo(a) ao Ambiente Virtual de Aprendizagem  DA ESCOLA MUNICIPAL GREGÓRIO PINTO DE ALMEIDA. Atenção Alunos do Grepial : Os cursos estão liberados para todos os alunos como visitantes. Neste período de suspensão das aulas em virtude da Pandemia causada pelo Coronavírus, os professores passarão atividades para que vocês realizem nesse período. As atividades serão enviadas através das ferramentas tecnológicas virtuais: ▪ Blogger da escola: novogrepial.blogspot.com ▪ Instagram da escola:  https://www.instagram.com/grepialoficial/ ▪ Grupos de Whatsapp (entre em contato com o fixo da escola ele é whatsapp) ▪ Salas de aula virtuais na nossa plataforma EAD:  https://grepial.com.br/Portal-do-EAD/ ▪Emails Solicitamos que fiquem atentos e cumpram as orientações dos professores quanto as atividades. As atividades deverão ser respondidas em seus cadernos, depois serão corrigidas pelos professores. Divulguem também com seus colegas. Contam

Aviso de paralisação dia 10 de março de 2020

Os trabalhadores em educação de Lauro de Freitas, reunidos em assembleia, na tarde desta sexta-feira (06/03), na AFPEB, decidiram parar as atividades na terça-feira (10/03), em resposta ao descumprimento pela prefeitura aos acordos feitos em mesa de negociação com o sindicato. Tel: (71) 3378-8543 A Direção

Aulão de Informática

A  Escola Municipal Gregório Pinto de Almeida , na tarde desta sexta-feira (04), realizou o aulão de informática é dicas de redação.  A iniciativa é parte do Transdisciplinar: que visa à unidade do conhecimento. Procura estimular uma nova compreensão da realidade articulando elementos que passam entre, além e através das disciplinas do grepial. As aulas com os recursos digitais possibilitam novos avanços, pois além do favorecimento da questão da inserção na lógica digital, o sujeito estabelece novas relações de conhecimento, depuração, reflexão e apropriação da sua nova aprendizagem e este  rec urso é uma proposta que constrói também cidadania. O sujeito se apropria da tecnologia não como um mero recurso, mas sim como um meio de construir novos níveis de conhecimento. Ensinar exige compreender que a educação é uma forma de intervenção do mundo. “Por isso que é tão importante o acesso ao tecnologia da informação. Mas o aulão de informática é o único caminho? É óbvio que não. Nós pr